Artigo Premiado: Uma moça, seu diário e as lembranças que a salvaram

A gratidão tem poder para curar o desespero, vergonha, tristeza e muito mais. À medida que eu escrevia as maneiras em que eu tinha visto a mão de Deus em minha vida todos os dias, meus fardos se tornaram leves.  

""Achar maneiras de reconhecer e recordar a bondade de Deus." — Henry B. Eyring "

Tenho um pequeno diário preto em que escrevo todas as noites. Tem um elástico vermelho que deixou um entalhe na capa lisa; as páginas estão em branco, sem linhas ou quadrados, apenas espaço vazio. As primeiras dezoito páginas são repletas de entradas em cursiva preta, marcadas pela data: dezenove meses e contando.

Eu estava na minha missão fazia alguns meses; eu estava lutando. Sentia-me perdida. Eu sentia como se eu estivesse falhando; Eu não estava sendo a pessoa que eu pensava que deveria ter sido. Meus dias eram um circuito robótico que acontecia repetidamente. Não sentia a energia vibrante que eu sempre esperava sentir como uma missionária. Isto era uma experiência totalmente diferente do que meu irmão tinha descrito em seus e-mails para casa. Pela primeira vez na minha vida, senti desespero e vergonha. Eu sabia que não poderia viver assim por 18 meses.

Não me lembro como eu tropecei nele. Talvez eu tenha o lido durante estudo pessoal, talvez minha companheira tenha o mencionado, ou talvez fosse simplesmente a inspiração do Espírito Santo. Mas eu senti fortemente que precisava começar um diário como Presidente Henry B. Eyring explicou que ele tinha feito em seu discurso da conferência geral em outubro de 2007 “Oh! Lembrai-vos, Lembrai-vos.” Ele disse que escrevia a cada dia sobre como ele tinha visto a mão do Senhor em sua vida naquele dia. Eu comprei um pequeno caderno preto e estabeleci uma meta de escrever todas as noites as coisas pelas quais eu era grata nesse dia, bênçãos que tinham evidenciado a mão de Deus na minha vida.

Alguns meses depois, novamente me sentia desanimada. Eu estava treinando uma nova missionária e refletindo sobre minha própria experiência quando cheguei no campo. Pensar em minhas primeiras transferências no campo foi desagradável—parecia uma mancha na minha memória, algo corrosiva ao qual não queria ser conectada. Eu tinha mudado muito desde então, mas lembrando como eu era quase parecia negar a distância que eu tinha lutado e ganhado.

Então alguma coisa me estimulou a tirar aquele pequeno caderno preto e ler suas primeiras páginas. Enquanto eu li sobre milagres de todos os tamanhos e quão grata eu era por tantas coisas a cada dia—olhando para trás e até mesmo no momento, tudo parecia tão escuro—a cortina atrás da qual eu tinha empurrado o início da minha missão foi rasgada com luz. A dor foi destruída à medida que gratidão gentil e curativa tomou o seu lugar.

Por causa da experiência do Presidente Eyring, o desânimo não se estabelecia muito antes que eu recorria à gratidão para enviá-lo embora. No instante em que começava a pensar pensamentos gratos, luz me enchia. Eu poderia ter desistido e marchado desanimada pelo caminho, mas adotar seu conselho fez minha missão se tornar uma das mais ricas experiências da minha vida.

Ler ou assistir o discurso do Presidente Henry B. Eyring “Oh! Lembrai-vos, Lembrai-vos” para obter ideias sobre o que você pode fazer para reconhecer e recordar a misericórdia e bondade de Deus.

Fonte: Conferência Geral SUD
—Anika Argyle de West Jordan, Utah

Encontre mais reflexões

Aprender mais sobre o que você pode fazer para se preparar para receber suas próprias respostas na conferência geral.

Assistir “O Pão Nosso de Cada Dia Nos Dá Hoje” para uma explicação de Élder D. Todd Christofferson de porque temos que reconhecer a mão de Deus em nossas vidas.

Este artigo foi selecionado como um de três vencedores na Submissão de artigos de janeiro de 2016 para Mormon Insights. O trabalho é original e é uma história verdadeira da vida do autor. Agradecemos as contribuições que recebemos e encorajamos autores interessados a esperar submissões de artigos no futuro.

Traduzido por Marisa Hart, Mormon Insights

Imagem em destaque por Joshua Allen

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *